segunda-feira, fevereiro 4

"Calabresa ou Frango Catupiry?" É dessa forma que muitos pensam, que da maneira como você escolhe o sabor de uma pizza, você escolhe sua sexualidade. Mas devo afirmar que não é uma opção e nem algo que seja influenciado pelas fases da lua ou coisa parecida. Pensem comigo, seria estúpido escolher ser homossexual em um mundo em que o preconceito e a intolerância estão enraizados. Onde os direitos para os gays não são garantidos e a dificuldade de se casar ou formar uma família se fazem presentes. Eu fico pensando o que é que essa gente mal informada me diria se eu falasse que há países em que existem pena de morte para os homossexuais, ele teria escolhido sentir atração e amar uma pessoa do mesmo sexo para viver uma vida mais intensa? Garanto que não. A homossexualidade é tão natural como o respirar, o estranho é a mente medíocre de indivíduos que se acham no direito de julgar alguém. Não, não sou doente, não preciso de conserto ou reabilitação e muito menos filho do demônio. O que eu posso te dizer é que assim como o sinal de nascença que carrego em meu rosto, eu carrego minha sexualidade desde sempre e no final das contas o que eu faço ou deixo de fazer na cama vai interessar apenas ao meu travesseiro.